Desde 1920, as Cachaças Colombinas são produzidas artesanalmente em alambiques de cobre na fazenda do Canjica, Alvinópolis-MG. São quase 100 anos de história e tradição, que teve início em 1920, pelas mãos de José Acácio de Figueiredo.

Com a evolução do mercado e o crescimento da marca, cachaças de outros alambiques iam sendo adquiridas na região de Alvinópolis, Santa Bárbara e Rio Piracicaba, para posterior engarrafamento em Belo Horizonte.

Vindo do interior do estado do Rio de Janeiro com seus pais, ainda muito jovem, Raul Mègre viveu muitos anos em Alvinópolis. No início da década de 1980, junto de sua esposa, Maria Elisa, decide por produzir cachaça de forma contínua na fazenda agora pertencida ao seu sogro.

Já naquela época, a ideia era retomar o engarrafamento da marca Colombina, o que veio a ocorrer oficialmente em 1991, com o devido registro no Ministério da Agricultura